terça-feira, 8 de março de 2011

'É difícil uma mãe ouvir o filho pedir comida e não ter para dar', diz Dilma


altEla ressaltou a importância do Bolsa-família

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira, ao comentar o reajuste no Bolsa Família, que a coisa mais importante no programa é a diminuição da desnutrição infantil.
"Eu sou mãe, e imagino como é difícil para uma mãe ouvir um filho pedir comida e não ter para dar. Isto talvez seja o maior benefício do Bolsa Família", disse ela no programa de rádio "Café com a Presidenta".
Dilma anunciou na semana passada o reajuste médio de 19,4% aos beneficiários do programa, com elevação real de 8,7% sobre a inflação do período de setembro de 2009 a março de 2011.
O maior aumento, de 45,5%, será dado a crianças e adolescentes de até 15 anos. O valor concedido aos jovens entre 16 e 17 anos também é significativo: 15,2%.
O reajuste terá um impacto de R$ 2,1 bilhões, o que representa cerca de 0,4% do PIB (Produto Interno Bruto).
Com a correção, o menor valor pago pelo programa passa de R$ 22 para R$ 32 e o maior, de R$ 200 para R$ 242. O benefício médio atual, de R$ 96, subirá para R$ 115.
Segundo o governo, 12,9 milhões de famílias em todo o Brasil recebem o benefício, cerca de 50 milhões de pessoas com renda mensal per capita de até R$ 140.
Dilma afirmou que, do total de benefícios que o governo distribui atualmente, 93% é responsabilidade das mães de família.
"A mulher pega o dinheiro do Bolsa Família e vai comprar o alimento, mantém os filhos na escola e cuida da saúde deles. Essa mulher está ajudando a construir o futuro dos seus filhos, e também o futuro do Brasil."
A presidente explicou que, com o dinheiro do programa, "a família, a mãe de família, vai e compra alimento, compra os produtos de higiene, e compra todos os produtos de primeira necessidade, inclusive material escolar". "E aí, gera renda também para o dono do mercadinho, da lojinha, da farmácia, fazendo, então, a roda da economia girar, gerando emprego e aumentando a riqueza de todos."
Dilma destacou que o Bolsa Família trouxe bons resultados. "O país alcançou melhorias grandes, tanto na educação quanto na saúde. A coisa mais importante é que caiu muito a desnutrição infantil. Na educação, é que o número de crianças do Bolsa Família que abandonam a escola é muito menor do que entre aquelas que não recebe o benefício. O Bolsa Família está alcançando o seu objetivo de ajudar a criança a estudar, a progredir na vida, a ser alguém, a ter uma profissão."
A petista finalizou o programa fazendo uma homenagem às mulheres, que comemoram amanhã o seu dia. "Encerramos homenageando as mulheres que sempre tiveram que lutar muito mais, mas muito mais mesmo, para serem reconhecidas. Lembrando que amanhã é o Dia Internacional da Mulher. Este ano, como eu disse no início, nós faremos um mês inteirinho de comemorações. Encerro o programa com uma homenagem à força e a coragem da mulher brasileira."
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário